Joel G. Gomes

Autor de histórias de terror, fantástico e parvoíce inesperada.



Último lançamento

Fragmentos: Vítor e Helena

FRAGMENTOS: VÍTOR E HELENA

Episódio 3 da Temporada 0 de INTERSECÇÕES.

Quando os locais de boas memórias se tornam o palco de horrores, conseguirá o inspector Vítor Reis manter a distância para apurar o estranho caso que tem em mãos?
Quando a Dra. Helena Noite vê alguém que devia estar morto há vinte anos, poderá ela evitar que os pecados do passado a alcancem?
Casados há mais de dez anos, Vítor e Helena nunca tiveram segredos entre si. Mas isso está prestes a mudar…

Adquira já este ebook nas seguintes lojas:

App Store
Amazon
Kobo
Smashwords

Destaques

Um Cappuccino Vermelho

Um Cappuccino Vermelho

As vidas de dois escritores entram em colisão quando a história que cada um escreve começa a influenciar a realidade do outro. Com a barreira entre ficção e realidade prestes a ser destruída, haverá forma de evitar o desastre?

A Imagem

A Imagem

Durante anos, Lucas tentou esquecer os segredos do seu passado. Sem sucesso. Ao descobrir uma estranha imagem que lhe mostra ser possível mudar o que aconteceu, Lucas decide introduzir uma ligeira alteração, mas logo percebe que manipular o passado pode ser mais perigoso do que tentar apagá-lo da memória.



Séries

O Último Humano
Intersecções
O Último


Sobre mim

Olá, o meu nome é Joel G. Gomes, mas estive quase para me chamar Asdrúbal (que, caso não saibas, foi um grande general romano). Gosto de escrever histórias nos mais diversos géneros, mas o humor e o fantástico estão quase presentes. Se aprecias histórias com alguma seriedade e piadas inoportunas (sempre que possível), estás no sítio certo.

Outras Vozes

Ricardo L. Neves

Ao contrário de outros autores, cuja existência é real, eu não passo de um personagem de ficção, co-protagonista dos romances Um Cappuccino Vermelho e A Imagem, de Joel G. Gomes, que partilha com o seu criador o gosto pela escrita, café e pouco mais. (Não somos assim tão parecidos, ao contrário do que alguns dizem.)

João Dias Martins

João Dias Martins é um personagem de ficção, protagonista dos romances "Um Cappuccino Vermelho" e "A Imagem". Já se escreveu que tem vários romances publicados, mas isso não passa de histórias inventadas.

Quem o diz não sou eu

Sobre SELECÇÃO

"Gostei da historia e das tensões e pormenores com que o Joel "coloriu" a vida do André Lopes dando-lhe assim uma tridimensionalidade não só plausível, mas que também aproxima o leitor da personagem dando-lhe um vida tão comum como a nossa. (...) Este é mais um excelente episódio que vem reforçar a minha opinião de que o Joel é um grande autor e que a sua obra merece toda atenção."

Marco Lopes,
d'O Senhor Luvas

Sobre A ARCA

"O que mais adorei foi o humor negro que fui encontrando ao longo do [conto] e que permitu ajudar-me a entrar mais facilmente na estória e a tornar a leitura muito mais viciante. Está virado para uma vertente obscura e sombria mas, apesar disso, é um livro leve e nada complexo."

Iara Silva,
d'Uma Página e 1/2

Sobre A IMAGEM

"Este livro tem uma certa complexidade e profundidade (...) e penso que isso é, ao mesmo tempo, um atractivo e um impedimento. A complexidade atrai-nos e revela uma história espantosa, no entanto de tão espantosa senti-me perdida no meio dos acontecimentos e das personagens. Apesar disso dou os meus parabéns ao autor, cuja imaginação nos leva a um universo absolutamente FANTÁSTICO! Está, definitivamente, recomendado!"

Jaqueline Miguel,
d'Histórias Fantásticas

Joel G. Gomes

Nasci no Barreiro, vivo na Moita e trabalho em Lisboa. Já vivi e trabalhei noutras terras, mas nasci sempre na mesma. Escrevi a minha primeira história a sério quando tinha dez anos e ainda a tenho guardada. O meu sonho é um dia vendê-la em leilão e ganhar uma fortuna, mas isso nunca acontecerá. Com a quantidade de ideias que copiei à descarada de banda desenhada e filmes (tinha dez anos, sabia lá eu o que era plágio), o mais certo seria pagar eu uma fortuna por violação de direitos de autor.

Desde então escrevi guiões para cinema e televisão, contos, romances e até tentei escrever uma peça de teatro. Neste momento estou focado sobretudo num projecto: O MAL HUMANO, uma série literária de terror, drama e fantástico, sobre uma equipa de agentes especializada na investigação de crimes de características macabras e sobrenaturais.

Uma vez que sou um autor auto-publicado, além de escrever, sou eu quem trata de toda a divulgação, desde marcadores, vídeos promocionais, entrevistas falsas, etc. Tento manter esses dois lados da balança equilibrados o melhor que posso, só que não é fácil. Há cada vez mais sítios e formas para um autor se promover e o público é tão cada vez mais exigente que muitas vezes perco mais tempo a divulgar histórias antigas do que a escrever histórias novas.

Li algures que este tipo de texto é fundamental para um autor se dar a conhecer. É bem provável que seja, mas eu detesto escrever sobre mim mesmo; sobretudo em tom elogioso. Não tenho problema em reconhecer as minhas qualidades enquanto escritor, mas até que ponto é possível ser honesto quanto a isso? Prefiro que sejam os leitores a dizer que não há melhor autor do que eu, que as minhas histórias são a sua razão de viver, que as noites mal dormidas e o trabalho de horas perdido porque o computador brecou e não se fez save é um esforço que vale a pena.

O meu lema é este: não sou o melhor autor do mundo, mas tento melhorar a cada página que escrevo.

Ricardo L. Neves

Ao contrário de outros escritores, para mim é difícil escrever sobre a minha vida pessoal. Eu sei que isto soa a cliché, falsa modéstia, etc., mas acreditem que estou a ser sincero. E não, também não é falta de à vontade com vocês.

A verdade é que não consigo falar de mim mesmo, da minha história de vida e do meu percurso, por uma simples razão: eu próprio não sei isso. Conheço bem o meu presente e o meu passado recente e outro não tão recente. Sei dizer que nasci no início da década de 70, mas não sei dizer onde. Sei dizer que escrevi a minha primeira história (um conto de terror entretanto perdido) quando tinha 15 anos, mas não sei que outras experiências vivi. Se eu sofri algum acidente que me fez perder a memória? É uma boa explicação, mas não. O que aconteceu foi que quem me criou, imaginou-me já adulto, autor de três romances e uma novela, e não se preocupou em desenvolver muito o meu passado porque, para a história que queria contar então, isso não tinha grande importância.

Mais tarde, quando resolveu usar-me noutra história, desenvolveu mais alguns detalhes. Infelizmente, há muita coisa que eu ainda não sei sobre mim e outras que sei, mas sobre as quais não posso falar. Pelo menos em público. Alguns de vocês saberão ao que me refiro; outros não fazem a menor ideia. Alguns já conheciam a verdadeira natureza da minha existência (mesmo antes de eu a revelar no parágrafo anterior); outros estão a ler esta frase e a tentar perceber do que é que eu estou a falar. Seja qual for o teu caso, obrigado pela visita. Espero que encontres aqui algumas histórias do teu agrado. E lembra-te: nem todas existem mesmo.


Livros deste autor

Pode adquirir os livros deste autor nas seguintes lojas:

App Store
Amazon
Kobo
Smashwords

João Dias Martins

João Dias Martins é um autor de histórias que deambulam entre o policial, o terror e o fantástico, sempre com alguma dose de humor. Nasceu em Junho de 1972 (ou Julho de 1971, ou ainda Outubro de 1972, depende da fonte consultada) no Norte de Portugal. Após a morte dos pais num acidente de viação, viu-se obrigado a interromper a frequência universitária para poder tomar conta do irmão mais novo. Alguns anos mais tarde, o irmão morre atropelado por um comboio. É nessa altura que João decide partir para Lisboa em busca de uma nova vida e acaba por encontrar na escrita uma forma de exorcizar os demónios que tanto o atormentam.

Os seus três primeiros romances (MORTE INESPERADA, CÂMARA DOS HORRORES e O DERRADEIRO MAL) são recebidos com boas críticas, embora nenhum deles tenha sido um sucesso de vendas. Quando começa a escrever o seu quarto romance, João Dias Martins apercebe-se de que a sua história está a influenciar o mundo à sua volta e hesita em continuar. A sua hesitação, apesar das consequências, não dura muito tempo. João Dias Martins deixa-se seduzir pelo poder de manipular a realidade e acaba por ser detido e condenado por vários crimes de homicídio.

Tadam! Não estavam à espera desta, pois não? Fiquem descansados, pois nada disto aconteceu mesmo. Na verdade, João Dias Martins é uma personagem de ficção, criada por mim (Joel G. Gomes) para o meu primeiro romance (Um Cappuccino Vermelho), que acabou por ganhar uma importância tão grande que resolvi inventar um passado literário (no qual se incluem estes três romances), assinar algumas histórias em seu nome, criar-lhe um blog pessoal, contas em redes sociais, etc. A única coisa que falta fazer é escrever de facto estes três romances. Enquanto isso não acontece, existem histórias reais de João Dias Martins que podem ser adquiridas e lidas por quem quiser.

Quanto às outras três histórias: há um rascunho quase completo de MORTE INESPERADA; as outras duas virão eventualmente.

Acrescente-se que a palavra eventualmente deve ser lida no seu sentido mais lato. Apesar de querer escrever estas três (e outras) histórias, neste momento João Dias Martins está focado na escrita da série literária INTERSECÇÕES, um projecto que decorre no mesmo universo literário de Um Cappuccino Vermelho e outras histórias, não só de Joel G. Gomes, mas também de Ricardo L. Neves.


Livros deste autor

Pode adquirir os livros deste autor nas seguintes lojas:

App Store
Amazon
Kobo
Smashwords

O Mal Humano

O mundo está cheio de monstros horríveis que não olham a meios para atingir os seus fins. Monstros que violam as leis do Homem, as leis de Deus e as próprias leis do Universo. Monstros iguais a nós, que espelham a maldade que se esconde no coração humano. Para fazer face a estes perigos foi criada a Brigada de Crimes Macabros, uma força policial cuja existência só é conhecida de alguns. Ao longo desta série iremos acompanhar os casos da equipa sediada e descobrir de que forma é que esses casos influenciam as vidas de quem os investiga.

Encontrando algumas das suas referências em autores como Simon R. Green, John Halkin e Michael Connelly, O MAL HUMANO é uma série sobre os horrores que todos somos capazes de cometer.

Esta série decorre no mesmo universo literário de UM CAPPUCCINO VERMELHO, A IMAGEM, INTERSECÇÕES e O ÚLTIMO.


Livros desta série

Pode adquirir os livros desta série nas seguintes lojas:

App Store
Amazon
Kobo
Smashwords

Intersecções

Uma mãe em busca do filho desaparecido, um jovem à procura da sua identidade, dois pais desesperados para salvar o filho, um homem disposto a tudo para corrigir os seus erros. Estas são apenas algumas das histórias que irão surgir ao longo desta série literária. Pelo meio decorrerá também uma perigosa caça através do tempo e do espaço por misteriosos artefactos capazes de realizar qualquer desejo ou, se mal utilizados, provocar a destruição do Universo.

Inspirando-se na fantasia e humor de Neil Gaiman e no lirismo de Dean Koontz, INTERSECÇÕES é uma série sobre a vida, sobre a morte e sobre os extremos a que uma pessoa pode chegar para salvar quem mais ama.

Esta série decorre no mesmo universo literário de UM CAPPUCCINO VERMELHO, A IMAGEM, O MAL HUMANO e O ÚLTIMO.


Livros desta série

Pode adquirir os livros desta série nas seguintes lojas:

App Store
Amazon
Kobo
Smashwords

Outras séries

O Último

Marco Semedo tinha uma vida perfeita, mas tudo mudou no dia em que perdeu a sua namorada num acidente de viação. Um ano depois, ainda sem ter ultrapassado essa perda, Marco vê-se acusado de um homicídio.

Disposto a provar a sua inocência, a sua busca pela verdade leva-o à descoberta de uma conspiração centenária que poderá causar a destruição do planeta. Conseguirá Marco impedi-los? Ou será ele a chave do seu sucesso?

Combinando elementos de ficção científica e ocultismo, O ÚLTIMO é uma série sobre um homem tentando reencontrar a esperança e o seu lugar no mundo.

Esta série decorre no mesmo universo literário de UM CAPPUCCINO VERMELHO, A IMAGEM, INTERSECÇÕES e O MAL HUMANO.


Livros desta série

Pode adquirir os livros desta série nas seguintes lojas:

App Store
Amazon
Kobo
Smashwords